domingo, janeiro 21, 2007

MAIS HORA MENOS HORA:::

Ora, ora! Que não se complique o que já de si não seja fácil. E não se deve ter pressa para tudo.Há que aceitar as limitações. Há que saber sofrer as consequências. Não é preciso entender o que para se perceber necessita curso completo. Passa-se muito bem sem curso. Pelo menos quase tão bem como se passa sem emprego, sem subsídio ou a ver minguar a reforma.
Criatura que sinta um aperto no peito deve logo decidir-se e morrer, discretamente, sem demorar quatro horas à espera de carroça. Uma só carroça chega bem para o Alentejo todo. Antes de haver carroças daquelas, o Alentejo não tinha nenhuma e morria-se na mesma - e sem desculpas.
Claro que não é preciso mudar de ministro. Ministro aritmético como ele não há por aí aos trambulhões e nem tudo pode ser depressa. Tinha uma vizinha que me dizia que gostava dos homens que levam o seu tempo para fazer as coisas...
Um exaltado exaltou-se comigo e perguntou-me: «Achas bem só um carro para todo o Alentejo?
Que podem fazer o alentejanos para mudar isso! Vá, diz lá»...
Ora, sairem do Alentejo. Deixarem a viatura sozinha...

2 comentários:

Anónimo disse...

www.africamente.com : um novo espaco de amizades e encontros, com videochat, mapas, blogs, albuns de fotos, videoteca, música e noticias !

africamente disse...

www.africamente.com : um novo espaco de amizades e encontros, com videochat, mapas, blogs, albuns de fotos, videoteca, música e noticias !