sábado, abril 15, 2006

Idriss pode ter já caído

As tropas francesas em Djamena mantêm o cordão, já reforçadas com 150 homens chegados de Libreville. Mas pode ser demasiado tarde para salvar o amigo Idriss. Nos círculos da oposição tchadiana cresce a convicção de que o ditador teria fugido para a Líbia. No terreno, os velhos tanques russos cedidos por Tripoli não conseguem travar o avanço das rápidas e artilhadissimas Totoya com que os rebeldes fazem o cerco às mais estratégicas guarnições governamentais. A cidade de Tissi parece ter caído. Desmorona-se o cenário de uma farsa: o homem que os sudaneses ajudaram a derrubar Hibre, é agora apeado por Cartum. A França não consegue repetir a acção da Licorne na Costa do Marfim, sem dar muito nas vistas. É melhor ir "picando" a BBC...

Sem comentários: